ontem você pediu que eu escrevesse algo sobre a noite

por Gabriel Fogal*

Nossas cabeças e corpos
De bar em bar
Entre trovoadas
Dançávamos despreocupados
E a noite nos engolia
Garganta abaixo com
O puro malte de pior qualidade
Queríamos preencher algumas
Páginas com o sangue de nossas veias
Já embriagados
Resolvemos guardar um pouco de
Nós mesmo para o momento

_____

*Gabriel Fogal não sabe bem o que escrever aqui. Fez xixi na cama até o dia 17 de maio de 1997. Tenta ser escritor quando toma açaí ou cerveja e estuda psicologia de madrugada. Gostaria de viajar a América Latina de fusca e já foi pirata. Fogal escreve quinzenalmente às sextas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *