[…]

por Gabriel Fogal*

Ultimamente tenho visto
Coisas estranhas no céu à noite
Quando você está comigo
Não sei se isso é bom

As cores se misturam
Com as ondas e
Algumas estrelas do mar
Chamam meu nome

Sentimos juntos
O medo de ser e
Admitimos a loucura
Pouco depois da meia-noite

Era narrador e observador
Eu estava dentro e fora
Apenas na esperança
De que nunca saberemos

Por favor, senta mais 1 minuto
Do meu lado
Porque sou idiota por você

_____

*Gabriel Fogal não sabe bem o que escrever aqui. Fez xixi na cama até o dia 17 de maio de 1997. Tenta ser escritor quando toma açaí ou cerveja e estuda psicologia de madrugada. Gostaria de viajar a América Latina de fusca e já foi pirata. Fogal escreve quinzenalmente às sextas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *