[…]

por Gabriel Fogal*

O inverno chega
Todo final de semana
Contando histórias
Sobre sentimentos quebrados
Os quais eu não consigo
Compreender a poesia

Você deveria me mostrar
O caminho da madrugada
Turva como nossas visões
Depois do consumo
De especiarias e fermentados
Duvidosos e inadequados

Com seus olhares e lábios
Dos anos oitenta
Você conquistou espaço
Em todos meus pensamentos

Já é inverno no sábado
E de manhã, o gosto do seu amor
Fica entre os dentes
Quando você sai do meu lado

_____

*Gabriel Fogal não sabe bem o que escrever aqui. Fez xixi na cama até o dia 17 de maio de 1997. Tenta ser escritor quando toma açaí ou cerveja e estuda psicologia de madrugada. Gostaria de viajar a América Latina de fusca e já foi pirata. Fogal escreve quinzenalmente às sextas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *